MONUMENTO NATURAL ESTADUAL GRUTA DA LAPINHA

Principal atrativo do Parque Estadual do Sumidouro, o acesso é feito pela portaria do Museu Peter Lund, em Lagoa Santa. Eleita em 2011 como uma das “Sete Maravilhas da Estrada Real” , também está inserida na Rota Lund, projeto do Governo de Minas de criar um circuito turístico pela região cárstica do entorno da capital, formado também pelas grutas Rei do Mato, em Sete Lagoas e Maquiné, em Cordisburgo.

As rochas que ocorrem na região da caverna foram formadas pela precipitação química de carbonato de cálcio e de outros elementos presentes em um mar raso denominado Bambuí, que surgiu há cerca de 900 milhões de anos. De acordo com estudos recentes, o maciço calcário da Lapinha, onde se localiza a gruta, tem aproximadamente 557 milhões de anos.

 

Desta forma, as cavernas em ambientes calcários são formadas pelas ação da água ao longo dos anos. Existem no teto da gruta várias marcas chamadas de pendentes e também condutos, que registram o momento em que as águas passaram formando os salões da cavidade. Quando a água se infiltra através das fendas ou fissuras sobre o calcário, dissolve os componentes solúveis das rochas, criando as formações da caverna. Destacam-se cortinas, colunas, travertinos, paleotetos, estalactites, estalagmites, coraloides e outros.

 

A gruta da Lapinha apresenta ainda um salão com gotejamento de água permanente, além de formações rochosas com micro cristais de calcita (carbonato de cálcio puro) – muito frágeis e que brilham com muita intensidade ao refletir a luz.

 

A caverna abriga ainda uma fauna muito rica, de invertebrados a morcegos. Os excrementos desses animais – chamado guano – são muito importantes, pois servem como alimento para alguns seres vivos que habitam o interior da gruta.

 

O percurso turístico da gruta da Lapinha tem cerca de 300 metros e a visita é conduzida por monitores do Parque, com duração aproximada de 40 minutos. 

A maioria dos salões é iluminada por LED, o que valoriza as formações minerais existentes.

INGRESSO

* Ingresso adulto: R$25,00

  • Meia entrada: – Crianças de 6 a 12 anos – Idosos acima de 60 anos – Estudantes com carteira – Na Gruta da Lapinha: Escaladores com carteira de associações confederadas
  • Na caverna, permitida entrada de crianças a partir de 4 anos

*Entrada gratuita

-Guias com carteira Embratur

-Crianças até 6 anos

-Motoristas de grupos a serviço: ônibus, van e táxi

*pagamento somente em dinheiro

Orientações:


– Visitação permitida apenas com calçado fechado sem salto 
– Use roupas leves e não ingresse nas cavernas com bolsas ou mochilas 
– Não leve alimentos para o interior das grutas

– Não toque nas formações minerais 

– Não se recomenda a visita às grutas para pessoas com mobilidade reduzida 

– Grupos com mais de 10 pessoas necessitam de agendamento 

– O pagamento é feito apenas em dinheiro.

Como chegar à Gruta da Lapinha partindo de Belo Horizonte: 
Saindo de Belo Horizonte, seguir pela MG 10 sentido Lagoa Santa, no caminho para Serra do Cipó, entrar à esquerda para Gruta da Lapinha cerca de 7 Km depois de Lagoa Santa e mais 5 Km até a portaria Gruta da Lapinha

  1. R. Nossa Sra. do Rosário, s/n – Lapinha

Fone: (31) 3689-8592

Horário de visitação: 8 às 16hs

Funcionamento: Terça a domingo

Powered by themekiller.com