Parque Estadual do Sumidouro

Lagoa Santa, State of Minas Gerais, Brazil

Como chegar:

Onde ficar e onde comer:

Contatos:

Principais Distâncias

Belo Horizonte
0
Km
São Paulo
0
Km
Rio de Janeiro
0
Km
Vitória
0
Km
Aeroporto Internacional de Confins
0
Km

Importante:

O Parque Estadual do Sumidouro está aberto à visitação COM AGENDAMENTO

Atenção aos protocolos de visitação:

  • O uso de máscara é obrigatório durante todo o tempo de permanência no Parque
  • Traga seu álcool 70% pois não será fornecido pelo Parque.
  • O pagamento deverá ser feito por meio de DAE – Documento de Arrecadação Estadual emitido no agendamento

Leia nos atrativos abaixo as quantidades de visitantes permitidos e horários de funcionamento.

Clique abaixo para agendar sua visita!

Atualizado por ASSCOM ACTG em 30/08/21

História

Criado em 1980 e implantado em 2010, o Parque Estadual do Sumidouro é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, com área de 2 mil hectares e tem como principais objetivos a preservação do patrimônio histórico, cultural, científico e natural existente na região, como as grutas, pinturas rupestres, a fauna e a vegetação do cerrado e da mata seca. O Parque está situado nos municípios de Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, a 50Km da capital mineira e a 30Km do Aeroporto Internacional Tancredo Neves.

A Unidade recebeu esse nome por causa de sua principal lagoa. Um sumidouro é o ponto de drenagem das águas do terreno calcário e representa a abertura natural para uma rede de galerias, por meio da qual o curso d´água penetra no subsolo.

Os principais atrativos do Parque são: Gruta da Lapinha, Museu Peter Lund, Casa Fernão Dias, atividades de caminhada e escalada. O Parque possui em seu entorno monumentos arquitetônicos tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA/MG), como a Capela de Nossa Senhora do Rosário e a Casa Fernão Dias.

Infraestrutura

O Parque possui as seguintes infraestruturas e equipamentos: Sede administrativa. Museu Peter Lund. Iluminação na gruta da Lapinha. Anexo administrativo ao lado da Casa Fernão Dias. Trilhas sinalizadas e estruturadas. Casa de Pesquisa. Alojamento de pesquisadores.

Funcionamento

A visitação acontece de terça a domingo, de 08:30h às 17h, sendo a última entrada para a gruta da Lapinha às 16h.A

Atrativos

Gruta da Lapinha

O principal atrativo do Parque Estadual do Sumidouro, o acesso é feito pela portaria do Museu Peter Lund, em Lagoa Santa.

Protocolo de visitação:

As visitas de grupo ocorrerão com o máximo de 5 pessoas, mais o monitor. Saídas: 8h30 – 10h30 – 13h00 – 15h30

Clique aqui para obter todas as informações sobre a Gruta e acesso.

Eleita em 2011 como uma das “Sete Maravilhas da Estrada Real”, está inserida na Rota das Grutas Peter Lund, assim como a Gruta Rei do Mato e a Gruta de Maquiné.

Casa Fernão Dias

Funciona como receptivo do Parque na cidade de Pedro Leopoldo, na Quinta do Sumidouro.

Típica venda de apoio ao tropeirismo da Estrada Real do Sumidouro, a casa foi tombada pelo IEPHA / MG – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, em 1975, como marco da passagem do famoso bandeirante pela região.

Com espaço expositivo e anexo administrativo, nas proximidades da casa está em exibição uma canoa histórica, além de espaço educativo do Centro de Difusão do Conhecimento Científico e Tecnológico. A entrada para conhecer a Casa Fernão Dias é gratuita.

Como chegar à Casa Fernão Dias partindo de Belo Horizonte: 
É preciso seguir pela BR-040, sentido Sete Lagoas, permanecendo na rodovia até o acesso a MG-231. A Gruta está localizada no km 7. Via Alberto Ramos, MG 231, s/n – Zona Rural. Fone: (31) 3689 8592.

  • Visitação limitada a 5 pessoas por vez com permanência máxima de 20 minutos. Limite diário de 36 pessoas.
  • Última entrada: 14h

Museu Peter Lund

É um museu territorial que integra a Rota das Grutas Peter Lund, com o objetivo de divulgar as descobertas e a trajetória do importante naturalista dinamarquês que dá nome ao espaço.

Foi inaugurado no dia 21 de setembro de 2012. Com 1.850 metros quadrados e três andares, o prédio possui:

Sala expositora com 82 fósseis descobertos por Lund, vindos do Museu Natural de Copenhague, e cerca de 15 fósseis doados pelo Museu de História Natural da PUC Minas. Espaço destinado à conscientização da importância histórica e cultural do Carste de Lagoa Santa.  Sala multiuso para exposição de filmes.  Dois espaços com explicações sobre os Planos de Manejo do Parque e Espeleológico.

  • As visitas de grupo ocorrerão com o máximo de 7 pessoas, mais o monitor. 
  • Entradas: 8h30 – 10h30 – 13h00 – 15h30 – 16h (última entrada)

Circuito Lapinha

É uma pequena trilha que começa ao lado da gruta da Lapinha e termina na gruta da Macumba. O percurso é  bastante interessante do ponto de vista histórico e paisagístico, apresentando, em termos da vegetação e relevo, características importantes da zona cárstica. Características:  500 metros de extensão. Percurso: cerca de 45 minutos. Grau de dificuldade: médio, com escadas.

  •   As visitas de grupo ocorrerão com o máximo de 7 pessoas, mais o monitor. Saídas:10h e 14h

Trilha Travessia

Na trilha da Travessia, o caminhante tem a oportunidade de visitar o Mirante do Cruzeiro, ponto mais alto do percurso, onde é possível avistar a comunidade da Lapinha (Lagoa Santa), a Serra do Espinhaço e o maciço da Lapinha. Como ponto de descanso temos a parada do vinhático, árvore de grande porte que resistiu ao corte de madeira no passado. A caminhada segue até as imediações da Lagoa do Sumidouro  passando em frente à Gruta do Sumidouro, um dos locais mais importantes nas pesquisas realizadas por Peter Lund na região. Daí, segue até o Mirante do Sumidouro. 

Características: 
Extensão: 5,5 Km  Percurso: cerca de 2 horas e 30 minutos. Grau de dificuldade: médio, com trechos alternados em área com cobertura de vegetação e descampados, além de trecho com subidas (mirantes do Sumidouro e do Cruzeiro). Essa trilha é autoguiada, exceto para grupos escolares e agências de turismo educacional
 
  • Visitação: grupo de até 5 pessoas intervalo de 30 minutos.
  • Último horário de entrada: 12h.
  • Número máximo de pessoas por dia nas duas trilhas: 95

Trilha do Sumidouro

De caráter bastante interpretativo, a trilha é um verdadeiro “mergulho” na História e na Pré-História brasileiras. Ela começa na Casa Fernão Dias, passando pelo marco histórico “Cruz do Pai Mané”. Em seguida, segue-se um percurso que conduz a um mirante, onde é possível visualizar toda a extensão da lagoa do Sumidouro e região de entorno. Por motivo de segurança, a visitação do painel de grafismos rupestres da Lapa do Sumidouro está suspensa no momento. A interdição se deu devido ao comprometimento da passarela que dá acesso ao local, por desprendimento de rocha da lapa. O retorno é feito pela orla da lagoa do Sumidouro.

Características: 
Extensão: 2,3 Km.  Percurso: cerca de 1 hora e 30 minutos. Grau de dificuldade: médio. Essa trilha é autoguiada, exceto para grupos escolares e agências de turismo educacional 
 
  • Visitação: grupo de até 5 pessoas intervalo de 30 minutos.
  • Último horário de entrada: 14h.
  • Número máximo de pessoas por dia nas duas trilhas: 95

Escalada

Realizado nos maciços da Lapinha, o atrativo oferece cerca de 100 vias, que variam de 550 a 750 metros de distância do receptivo Museu Peter Lund.

Para praticar o esporte é necessário que o visitante saiba escalar, tenha prática e seu próprio equipamento

Limitado a duas pessoas em cada um dos setores – 6 setores. Limite máximo de 12 escaladores no total.

Limite máximo de permanência no mesmo setor: 2h. HORÁRIO Máximo de saída: 15h

Os escaladores filiados às associações, clubes e federações que compõem a Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada – CBME, mediante apresentação da carteira de filiação válida, juntamente com documento oficial original com foto, possuem desconto de 50% (cinquenta por cento) do valor de ingresso para a prática do esporte.
Consulte no site, clique AQUI

Onde fica?

Como chegar ao Parque Estadual do Sumidouro:
Saindo de Belo Horizonte, seguir pela MG-010 sentido Lagoa Santa, mesmo caminho para a Serra do Cipó. No bairro Campinho, em Lagoa Santa, entrar à esquerda sentido Lapinha, após o Km 44, e seguir as placas indicativas do Parque. Deste ponto são 6 km até a recepção do Museu Peter Lund/Gruta da Lapinha. A Casa Fernão Dias, na outra entrada, fica a outros 6 km aproximadamente. Todo o trajeto é sinalizado.

As linhas de ônibus que dão acesso à portaria Museu/Gruta da Lapinha são 3002, 3003 e 3004 (Consorcio Lagoa Viva). Para saber sobre os horários clique aqui.