Quintal Coletivo: onde a arte, o amor e a parceria se encontram em Pedro Leopoldo!

“Um mais um é sempre mais que dois…”

E essa foi a constatação que tive ao visitar e conhecer o Quintal Coletivo em Pedro Leopoldo, Circuitando por aí! .

Assim que cheguei para o nosso papo, encontrei Luiz pintando a palavra “Gratidão” numa das muitas plaquinhas de bons desejos e sentimentos que ele estava fazendo para finalizar uma encomenda. Luiz disse que prefere as cores, muitas! E nem precisava ver o fundo das placas ou ouvir dele sua preferência, para saber disso. Ele é uma pessoa colorida, alegre, alto astral! Passei para a parte de fora e lá estava Paola aguando o jardim, cuidando das plantas e sorrindo com um sorriso que transbordava pelos olhos. Assim, já começavam a me apresentar essência do Quintal Coletivo.

Para completar o trio, chegou Marlise. Serena e concentrada, boa de papo, daquelas pessoas que a gente tem vontade de conversar uma tarde inteira! Eles me contam que foi do encontro dos três que surgiu o Quintal Coletivo.

Composto por três ateliês – um de cada um – um viveiro de plantas num jardim muito bem cuidado, uma casinha linda feita de adobe que será um Café (o projeto era para já ser, mas os acontecimentos de 2020 fizeram a proposta ser adiada) e uma loja colaborativa, a Coisas do Caminho, o Quintal Coletivo fica no Centro da cidade.

Contam que desde o encontro dos três até chegarem à configuração atual, foram 4 anos de projetos, reuniões, readequações, persistência, dedicação e muito amor.

O ateliê escola da Paola, é o Dona Arteira, onde ela faz os seus trabalhos em papier marchê, madeira, arranjos naturais e de restauração de arte sacra, além de dar aulas de artes para crianças. Paola também é a responsável pelo viveiro de mudas e faz os arranjos de suculentas e ervas

Marlise, conduz o ateliê Maria Joana onde faz lindos trabalhos em biscuit que confundem os nossos olhos de tão realistas que são e também divide seu conhecimento em oficinas. Além disso, é ela quem cuida de toda a Gestão Administrativa Financeira do Quintal.

Luiz, com o seu Artefato, no ateliê ele é mestre em encantar quem quer presentear alguém, ou a si mesmo, com presentes personalizados recheados de afeto e carinho. Ele ainda cria marcas, é especialista em lettering (aquela forma de escrever criativa e linda!).

A casinha de Adobe foi feita pelas mãos dos três, com a ajuda de um especialista no assunto. É lá que será o Café, mas atualmente funciona como um espaço para expor o trabalho dos três e de onde a gente não tem vontade de sair.

E por fim, no Quintal Coletivo também está instalada  a loja Coisas do Caminho, uma loja linda, com produtos bem finalizados, variedade de artesanato e com a energia da colaboração circulando. É isso gente: o futuro É colaborativo!

A loja foi reformada e readaptada com ajuda de outros voluntários da Casa do Caminho, onde os três também contribuem voluntariamente: a Casa é o Centro de Integração Social Francisco Cândido Xavier – um Centro Espírita que fica no Bairro Santo Antônio da Barra e que, antes da reviravolta de 2020, havia iniciado um trabalho de resgate da culinária  local e a intenção é fazer doces de acordo com as receitas de antigos moradores – os  “Doces da Vovó”. Atualmente, os doces são produzidos pelos voluntários com as receitas da Dona Zezé, uma das voluntárias mais antigas da Casa.

Na Casa do Caminho também também são confeccionados produtos em tecido como aventais, luvas, cestas… usando, em sua grande maioria, a técnica de pintura do Ti Dye.

A proposta é que todo esse trabalho seja realizado pelos moradores de Santo Antônio da Barra, após a participação em alguns cursos que seriam ministrados também por voluntários, e que serva como fonte de renda para a comunidade.

Porém, com a impossibilidade de dar sequência na proposta esse ano, os voluntários seguiram desenvolvendo o trabalho e daí surgiu a necessidade de comercializar o que estava sendo produzido. Como fazer com que esses produtos chegassem ao consumidor final? Através do Quintal Coletivo. Daí, naturalmente surgiu a “Coisas do Caminho” reformada a muitas mãos. Mas o trio não parou por aí, transformou esse negócio colaborativo em um negócio social (mas que continua sendo colaborativo!) onde se trabalha coletivamente. Abriu as portas para artesãos de Pedro Leopoldo e da região possibilitando que eles comercializem seus produtos, com toda a infra estrutura de uma loja, no Centro da cidade

Na Coisas do Caminho, é possível encontrar produtos para todos os gostos e bolsos. Geleias, doces, bordados, pinturas, crochês, arranjos, sabonetes, essências … tudo feito artesanalmente, com cuidado nos mínimos detalhes e com um amor que a gente vê em cada peça.

Lá, no Quintal Coletivo, a gente vê claramente que aquela velha máxima é a mais pura verdade: “o melhor de todo percurso, sem a menor sombra de dúvidas, é o caminho.” Saí de lá, me arriscando a usar ainda uma outra “As melhores coisas da Coisas do Caminho, vão muito além das coisas!” De lá você também recebe a troca de afeto, carinho, respeito, coletividade e amor.

Este ano, definitivamente, não foi um ano muito fácil prá gente! E nessa época, onde tentamos presentear quem esteve mais próximo de nós, mesmo que somente em pensamento, ir até o Quintal para comprar um presente, é acima de tudo, dar um presente a nós mesmos. Um alento e uma calma ao coração, num lugar onde é possível levar desde uma planta que florescerá amor onde estiver, a um produto que levará afeto para onde for!

Circuitando por aí! a gente se encanta, se emociona e se surpreende quando encontra até o que não está, diretamente, procurando!

Conheça o Quintal Coletivo:

Endereço: Rua Primeiro de Setembro, 43 – Centro – Pedro Leopoldo – MG

Tel.: 31 971261632

E mail: falecomquintalcoletivo@gmail.com

@quintalcoletivopl

@coisasdocaminhopl

Importante: todos os protocolos de segurança para prevenção à COVID 19 estão sendo utilizados no Quintal, para que sua visita ocorra com total segurança.

Por Narly Simões