Viva o Boi da Manta!!! Hoje é Dia Nacional do Boi

O Boi da Manta é descendente do Bumba Meu Boi ou o Bumba Meu Boi surgiu a partir do Boi da Manta? O Boi da Manta é de fevereiro, carnavalesco, brilhante, iluminado e animado. O Bumba Meu Boi é de junho, das festas de São João, brilhante, iluminado e animado.

O Boi Bumbá – ou Bumba Meu Boi é do Norte e Nordeste do Brasil (Pernambuco, Maranhão e do Amazonas).

O Boi da Manta é de Minas e é nosso, aqui do Circuito das Grutas.

Por aqui tudo começou em 1919, com o Sr Alagaris, natural do Rio de Janeiro, que morava em Pedro Leopoldo e foi o carnavalesco que deu início ao festejo do Boi – que nem era um Boi lá no início, mas sim um burrinho. Era feito de chita, enfeitando um balaio, com a cabeça e rabo do boi, enfeitado com cores e brilhos. Lá pelos anos 30, o Sr Emílio Costa, assume a festa e incorpora o Boi nessa história. Lá pelos anos 40 os operários da tecelagem fazem a festa do Boi da Manta no pátio da fábrica para que os operários e suas famílias pudessem se divertir. Começou no domingo, na folga dos turnos, passou para as quartas-feiras fazendo um curto trajeto ali mesmo por perto da Fábrica.

Na década de 50 o Boi vai para o Centro da cidade de Pedro Leopoldo e traz consigo alguns bonecos gigantes.

E esse Boi da Manta foi puxando os outros. Na década de 50 Sr Adacir Ferreira Passos, mais conhecido como Cirinho de Capim Branco, se interessou pela festa e começou a confecção de bois da manta e bonecões para animar a charanga e o carnaval na cidade.

Em Sete Lagoas a manifestação possui registros de 1914 durante os festejos de pentecostes no bairro Várzea (Gamela), onde é a praça do Escorrega. Os festejos de junho foram proibidos, por Monsenhor Messias. O Boi da Manta se perdeu e voltou no carnaval dos anos 70 com o Bloco do Pingo no bairro São Geraldo (vizinho a Várzea). Com a interrupção do carnaval tradicional nos anos 90, invasão de trios elétricos e bandas, o Boi da Manta ficou paralisado retornando em 2003 com o Bloco Boi da Manta. Iniciativa do artista Paulinho do Boi e do mestre de fanfarras Dionei Teixeira, apoiados pelos carnavalescos Kétila Teixeira (esposa de Dionei), Silvanio (discípulo do carnaval do bairro Santa Luzia) e da produtura cultural Cláudia Cristina. Toda inciativa de resgate do Boi da Manta em Sete Lagoas deu-se no quintal da casa de Paulinho do Boi que hoje é o ponto de cultura Quintal do Boi da Manta.

E essa história vai Circuitando por aí! em nossos carnavais do Circuito das Grutas também em Lagoa Santa com o Boi do Gercino, em São José da Lapa, Confins e Jequitibá. Começa em Pedro Leopoldo puxando a fila nos pré carnavais e vai seguindo pulando, alegrando, correndo atrás dos meninos, trazendo no seu colorido história, cultura e tradição pela nossa região.

Hoje é dia do Bumba Meu Boi, do Boi Bumbá e assim, dia do nosso Boi. Dia do Boi da Manta que esperamos celebrar no próximo carnaval!

As programações dos cortejos do Boi da Manta no Carnaval saem junto com as programações da festa nos municípios. São dias de alegria, de família celebrando juntos, de amigos e de folia!

Ê Boi!!! Viva o Boi da Manta, viva o povo, viva a alegria, viva a nossa história!!! Viva!!!

Por Narly Simões

 

Agradecimento ao Paulinho do Boi pela contribuição com informações.

Fonte:

Prefeitura de Capim Branco

Prefeitura de Pedro Leopoldo

De Saias pelo Mundo