Caminhos de Rosa – saiba como percorrer os caminhos do escritor pelo sertão mineiro.

Foto André Carvalho

No nosso último post falamos sobre a história do Sr Criolo que junto com outros vaqueiros acompanhou  Guimarães Rosa em 1952, em uma expedição que inspirou a criação de “Corpo de Baile” e “Grande Sertão Veredas”. Pois bem, após a publicação da matéria recebemos vários contatos perguntando detalhes sobre este caminho, como e se era possível percorrê-lo.

Aí vem a boa notícia: Sim, é possível percorrê-lo através do Caminhos de Rosa: uma iniciativa idealizada e conduzida pelo André Zumzum, que tem como referência a vivência e a experiência baseada nessa jornada de Guimarães Rosa pelo Sertão Mineiro.

Conversei com o André que está a frente dessa iniciativa desde 2014. Sua família é proprietária da Fazenda Paulista, que fica no território do Circuito das Grutas, em Cordisburgo e que foi um dos locais de pouso da comitiva daquela expedição. Ele me conta que o objetivo da Caminhos de Rosa é promover experiências únicas e personalizadas baseadas nas histórias que o escritor viveu no sertão de Minas.

O André, que é maratonista, me explicou que é possível percorrer os Caminhos de Rosa entre  os municípios de Curvelo, Três Marias, Morro da Garça, Paraopeba e Cordisburgo, de diversas maneiras: correndo, andando, pedalando… e que o projeto divide esta vivência em quatro blocos de experiências personalizadas:

Caminhada Eco Literária: quando é possível  caminhar, durante dias programados, por alguns percursos, participar de uma roda onde trechos do  Grande Sertão Veredas são lidos no cair da noite por um grupo de teatro e que nos intervalos apresenta músicas regionais.

Vivência esportiva: nesta vivência acontece o training camp de um final de semana, onde esportistas podem aprimorar as técnicas de treino seja de bike, corrida ou mesmo de alto desempenho.

Vivência contemplativa: durante esta, o nome já é bem sugestivo. São momentos dedicados a contemplar a região fazendo uma caminhada de manhã para ver o nascer do Sol, descansar na pousada que é sede da Fazenda Paulista, caminhar para ver o pôr do sol, acompanhar o André cozinhando no fogão à lenha a legítima comida sertaneja e finalizar a noite em volta de uma fogueira ouvindo causos e músicas.

Vivência de Bussines: que é quando a sede da Fazenda se transforma em um Coworking .Uma empresa leva alguns funcionários para trabalhar em um ambiente diferenciado onde é possível praticar o trabalho em equipe de uma maneira diferenciada e criativa.

Apesar destas serem possibilidades incríveis, a Caminhos de Rosa pode ser tudo isso e mais. Além delas, a iniciativa propõe personalizar a experiência de quem decide fazer o caminho percorrido por Guimarães Rosa se aproximando ao máximo daquilo que a pessoa deseja, tanto que por lá já passaram atletas de 23 estados do Brasil e de 7 países vivendo o percurso.

Porque é isso: percorrer os caminhos da expedição de Guimarães Rosa é mais que fazer um percurso com partida e chegada, é viver uma experiência única. Lembrando o que Guimarães disse “o real não está na saída nem na chegada: ele se dispõe para a gente é no meio da travessia”

Já a pousada da Fazenda Paulista propõe uma imersão no sertão, assim, tem capacidade máxima para acomodar dez hóspedes para uma vivência mais intimista.

À época de provas, são usadas hospedarias comunitárias que, além de permitir ao participante a vivência o mais próximo possível da vida sertaneja,  gera renda e circula a economia local. A iniciativa também busca priorizar a mão de obra dos municípios onde está inserida.

Neste momento, em que não é possível receber os visitantes, o projeto segue vivo e pulsante, lapidando as propostas e se preparando para, em breve, ser esse fio condutor desse caminho tão rico, tão importante, tão único e ao mesmo tempo tão diverso que é o nosso sertão. Como disse o André, “O que o Guimarães escreve e descreve com maestria, continua e está lá.”

Assim, tão logo tudo isso passe, é hora de programar uma viagem pelo sertão mineiro através da Caminhos de Rosa, conhecer e viver muito daquilo que está nos livros e lá.

Informações e contatos:

www.caminhosderosa.com.br

IG: @caminhosderosa

Facebook: /caminhosderosa

Fotos: André Carvalho

 

Por Narly Simões

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest